segunda-feira, abril 16

Pare, Escute, Olhe


9 comentários:

MILHAFRE disse...

Realmente em Ponta Delgada a situação está cada vez pior.

Uma cidade abandonada pela autarquia, recheada de parquímetros que acabaram de destruir o comércio tradicional, insegurança pública, desleixo e bedume por tudo o que é sitío.

Contudo, a sua alcadesa quer ser Presidente do «Guverno»!

Mas pior foi o que aconteceu este fim-de-semana em PDL, praça forte do Açorianismo e das lutas pela Auto-Determinação, onde houve um Congresso, com convidadados do exterior, apostados a fazer vergar esta linda terra aos seus ditames insanos.

E ainda muito pior foi ouvir uma «líder» a contemporizar com toda aquela pouca-vergonha.

«UMA ENCENAÇÃO FALHADA»,aquela que aconteceu numa casa de espectáculos de Ponta Delgada.

No Azores Forever, há «jurisprudência» sobre o assunto.

Saudações Açorianas,

Milhafre

Anónimo disse...

Que vergonha!
Andar por aí a enganar as pessoas, dizendo que a divida da Camara de Ponta Delgada era a melhor do país, quando o atoleiro financeiro das empresas municipais a empurram para os piores lugares...

Politicos desses, que querem fazer passar a imagem que na realidade não tem, deviam ser banidos do país.

Ficou muito feio um tal deputado por Castelo Branco e ex-lider do PPD Açores, andare a oferecer-se para governar.

Anónimo disse...

Fica aqui claramente documentado que o títere milhafre açorino é, ao mesmo tempo que independentista, também autonomista e, para finalizar, chuchialista.

É este vendido que nos vem pregar as virtudes da governação chuchialista que levou o país à miséria!

Anónimo disse...

A governação laranja na Madeira, quase que rebentou com as autonomias.
As governações laranjas nos Açores, que como é conhecido, terminaram com um clamoroso calote de 150 milhões de contos, ia rebentando com as autonomias.
Porque demonstrou uma coisa muito simples: nem na Madeira, nem nos Açores as hostes laranjas sabem administrar. Estarolam, gastam o que não tem e depois, descaradamente, ferram o calote no governo central.

Berta Cabral, ex-secretária das finanças do ultimo governo laranja, quer continuar na linha antiga depois de ela própria, enquanto administradora, ter deixado um rasto de dívidas e de insustentabilidade, pagos depois pelos contribuintes.

Anónimo disse...

Só as scut e as depesas de saúde arrumam isto, ma rique home!

Recorde-se que, apesar de ter começado com défice zero, e de não ter que pagar os subsidios, ainda foram pedir um empréstimo à república.

Depois disto, ainda vêm vender banha de cobra!

Anónimo disse...

Definitivamente, a administração de Jardim e as dos chuchialistas socretinos e regionalinos abandalharam isto tudo, a ponto de levar o país a dois meses da bancarrota.

O desemprego, nos Açores, atingiu o record do país- e são estes que querem apelar aos desempregados e descamisados, as virtudes da governação chucha!

Anónimo disse...

O PS homenageou a grande governação de Sócrates.

O mesmo não esteve presente, ao que se julga, por ter muito que estudar e por não poder dispender verba com as passagens- a vida em Paris é cara e só as propinas, são 13000 euros por ano.

Daí que esta licença sem vencimento, lá na Câmara, não lhe permita estes luxos!

Miguel Bettencourt disse...

"Pare, Escute, Olhe" é também o nome de um excelente filme documentário, de Jorge Pelicano, sobre o Tua.
Trailer: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=9fOpnFLhN5g

Anónimo disse...

Isto a propósito de semáforos e da governação chucha